A Itália Clássica

Já reparou que a grande maioria das pessoas na sua primeira viagem a Itália escolhe 4 cidades? Roma, Florença, Milão e Veneza.

São sem dúvida cidades maravilhosas, lindissimas e imperdíveis. Cada uma do seu jeito, com as suas características, costumes, gastronomia.

Essas 4 cidades fazem parte do que normalmente se chama a Itália Clássica. Pessoalmente gosto de adicionar Bolonha a essas quatro, porque é uma cidade fascinante, com uma infinidade de coisas para ver e fazer.

Qual seria a altura ideal para visitar as clássicas?

Na minha opinião, em Maio, e metade de Setembro a final de Outubro. As temperaturas são gostosas, não demasiadamente quentes nem frias, e a quantidade de turistas é significativamente menor que no Verão.

Qual seria o percurso ideal?

Depende muito do planejamento que você faz, e das cidades de chegada e partida.

Se marcar a viagem voando da forma “Multi City” ou cidades múltiplas (que muitas vezes sai bem mais barato se calcular todos os custos envolvidos, desde o transporte terrestre, estadia, etc), duas opções:

  1. Milão – Veneza – (Bolonha) – Florença – Roma
  2. Roma – Florença – (Bolonha) – Veneza – Milão

Quanto tempo?

Incluindo Bolonha

  1. 14 dias – 4 dias em Roma, 3 dias em Bolonha, 3 dias em Florença, 2 dias em Veneza, 2 dias em Milão

Sem Bolonha

  1. 10 dias – 3 dias em Roma, 3 dias em Florença, 2 dias em Veneza, 2 dias em Milão
  2. 14 dias – 4 dias em Roma, 4 em Florença, 3 em Veneza e 3 em Milão

O que ver?

Depende. Muito. De quê? Do que VOCÊ GOSTA. E e aí que entro eu, desenhando o seu sonho, para que as suas férias sejam as férias dos SEUS sonhos. Vou deixar aqui uma amostra do que pode ser visto, em próximos posts vou detalhar cada cidade no circuito clássico. Valeu?

Roma

Milão

Bolonha

Florença

Veneza

Portugal, o país pequeno de mil encantos

Sim, sou suspeita para postar sobre Portugal.

Porque sou Portuguesa

Porque amo o meu país

Mas afinal porque escolher Portugal?

Porque não é fácil encontrar num país de pequena dimensão como Portugal, tanta diversidade. De paisagens, de atrações

Porque tem séculos de história

Porque tem zonas de conservação lindissimas

Porque tem ilhas inigualáveis e únicas, como o Arquipélago dos Açores

Porque (para os PALOPS) falamos a sua língua (sim, com diferenças, viva a diversidade)

Porque somos acolhedores

Porque temos uma das melhores gastronomias do mundo (e os pastéis de nada nem são o melhor)

Porque temos praia, montanha, colinas que lembram a toscana, aldeias medievais, lagos

Porque somos pequenos e e temos uma rede de estradas muito boa

De Lisboa ao Porto e Faro.

Do Cabo da Roca (como disse Camões, nos Lusíadas ‘Onde a terra se acaba e o mar começa’) ao Cabo de Santo André (acredita-se ser o antigo Promontorium Avarus romano, referido por Ptolomeu).

Do Gerês ao Douro Vinhateiro

Da Costa Vicentina ao Algarve

Do Alentejo ao Minho

Portugal é uma caixinha de surpresas deliciosas

Esqueci algo?

Ahhhhh sim, o vinho, a charcutaria, de primeira qualidade, inesquecíveis

Esse é o meu Portugal, o verdadeiro, de sorriso fácil, de convites para entrar em casa e sentar à mesa, de inúmeros miradouros e paisagens, do sol, do calor humano, do melhor clima da Europa.

Venha comigo, sonhe com Portugal